Google+ Followers

Friday, March 24, 2006

I Dig it 008

O pano de fundo do I DIg It #008 é Lingua! (o intróito musical do Caetano resume o podcast)



Língua
Caetano Veloso

(A)
Gosto de sentir a minha língua roçar
A língua de Luís de Camões
Gosto de ser e de estar
E quero me dedicar
A criar confusões de prosódia
E um profusão de paródias
Que encurtem dores
E furtem cores como camaleões
Gosto do Pessoa na pessoa
Da rosa no Rosa
E sei que a poesia está para a prosa
Assim como o amor está para a amizade
E quem há de negar que esta lhe é superior
E quem há de negar que esta lhe é superior
E deixa os portugais morrerem à míngua
Minha pátria é minha língua
Fala Mangueira
Fala!
E |--
S |D A7
T | Flor do Lácio Sambódromo
R |D B7
I |Lusamérica latim em pó
B | E7
I |O que quer
L |o que pode
H | Eb7/9
O |Esta língua
(3X)|--

(A)
Vamos atentar para a sintaxe paulista
E o falso inglês relax dos surfistas
Sejamos imperialistas
Cadê? Sejamos imperialistas
Vamos na velô da dicção choo de Carmem Miranda
E que o Chico Buarque de Hollanda resgate
E Xeque-mate, explique-nos Luanda
Ouçamos com atenção os deles e os delas da TV Globo
Sejamos o lobo do lobo do homem
Sejamos o lobo do lobo do homem
Adoro nomes
Nomes em Ã
De coisa como rã e ímã...
Nomes de nomes como Scarlet Moon Chevalier
Glauco Mattoso e Arrigo Barnabé, Maria da Fé
Arrigo Barnabé
ESTRIBILHO
(A)
Incrível
É melhor fazer uma canção
Está provado que só é possível filosofar em alemão
Se você tem uma idéia incrível
É melhor fazer uma canção
Está provado que só é possível
Filosofar em alemão
Blitz quer dizer corisco
Hollywood quer dizer Azevedo
E o recôncavo, e o recôncavo, e o recôncavo
Meu medo!
3|--
V| (A)
E|A língua é minha Pátria
Z|E eu não tenho Pátria: tenho mátria
E|Eu quero frátria
S|--
(C/A G/A D/A D A)
Poesia concreta e prosa caótica
Ótica futura
Samba-rap, chic-left com banana
Será que ele está no Pão de Açúcar
Tá craude brô, você e tu lhe amo
Qué que'u faço, nego?
Bote ligeiro
Nós canto falamos como quem inveja negros
Que sofrem horrores no Gueto do Harlem
Livros, discos, vídeos à mancheia
E deixa que digam, que pensem, que falem.


e, de novo - já aviso - estourei o tempo... Isto significa que o formato não sustenta 20-25 minutos... tenho que repensar, evoluir...

Como - graças-a-deus - tem gente nova ouvindo o Impressões percebi que deveria explicar a história do I DIG IT e suas significações ocultas... e acabar com incômodo (num 'guento mais me perguntarem de quem é a voz das vinhetas).





Just a moment... ok. Now arriving in 2007.

Fotos do MiniMac Wintel Solo rodando XP SP2 (urghhhh que frio na espinha... mas pensando bem, tirando desenvolvedor, p'ra quê?)


A partir desta edição começo a divulgar audio-comments daqueles podcasters que responderam meu audio-spam. Estes comentários foram distribuídos ao longo do programa; na sequência aparecem: os comentários dos ítalo-brasileiros "tumatchis vermêios" - macho, tudo macho - do Ricardo Macari do Código Livre (a Adriana ficou devendo), promoção de gente que foi e 'tá voltando e finalmente da nossa motorizada Bia Kunze, testando o "modus operandi" do Roda-e-Avisa...

No Manual do Torneiro Mecânico trato de 3 temas: (1) O fim dos serviços de telégrafo nos EUA: (2) O caso da Livedoor Co., ou seja US$ 327 bilhões p'ro "vinagre" e japonês no xadrez, por - no máximo - 5 anos!!! (3) Até que enfim!!! O Major Aviador brasileiro Marcos Cesar Pontes vai de Soyuz para a Estação Espacial Internacional, na missão Centenário da AEB... Viva 100 anos do vôo do 14-bis!!!!!!

No Homos Sapiens (ou seria Muié Sapiens?) apresento uma carioca "sui generis" a Dri Baffa, ou melhor, apresento seu perfil delineado pela própria...




No Caiu na Rede, desta vez creio ter me superado. Este cara merece o título de supra-sumo do tosco... Prestem atenção na letra, nos cacófatos e principalmente no início da música. O Ronei anuncia seu nome, o nome da música e o numero do take (4000 e caquerada... deus-do-céu!!!!)...

No É a Ignorança qui Astravanca o Progréssio num périplo associativo saio da antiga quadrinha cacófata e escalafobética malemá declamada por este:

VI ELA A MEIA LUZ
NADA MAIS DESTACA NELA
CÁ DELA NADA TRADUZ
NEM A LUA NELA A TEZ SINGELA

MEU CORAÇÃO, POR TI GELA
MEUS OLHOS, 'INDA POR TI, SÃO
JÁ QUE NÃO POSSO AMAR ELA
JA NELA, LINDA, NÃO PENSO NÃO

POR CADA OLHAR, JÁ PERDIDO
E POR TE FÉ DEMAIS, ABUSO
VOU-ME JÁ, POR FIM, FERIDO E LISO
COMO PORCA GASTA, EM PARAFUSO

Passo pelo manuseio da verdade falada e transmigrando de cultura em cultura, varrendo 3000 anos em 2 linhas, num resisto e volto à jugular de uma profissão - que a menos de raríssimas exceções - é um verdadeiro pé 47 no saco esquerdo como useira e vezeira de citações em Latim.

No Preservativo Musical achei a Circe Link - uma loira gatíssima - e a sua baladinha Blue Bird Tattoo...

Ahnnn... a história do Tamagotchi no encerramento foi uma lembrança do droga do bichinho eletrônico que EU tinha que cuidar enquanto minha filha 'tava na escola... (na foto George Lucas com o seu adquirido em campanha beneficente).

Opa, ia esquecendo... o BG deste é todo do Phillip Glass (Fast Piano do The Truman Show, Passages com Ravi Shankar, Einstein on the Beach e Metamorphosis 3).

2 comments:

Sergio F. Lima said...

Ei! Existe um xml do podcast? Para receber automaticamente as novas edições!

[]'s

Sergio F. Lima said...

Esquece, Sérgio. O xml estava me mordendo e eu não vi ;-(