Google+ Followers

Thursday, April 20, 2006

I Dig it 010



Oi nóis aqui 'travêis...
O mote do Dig it #010 (êi... assina o feed aí do lado: tem 2 opções - php ou feedburner) é Materialismo... e como no nosso mundinho "o mar não está p'ra peixe" vou de:


Police: Spirits in the Material World

There is no political solution
To our troubled evolution
Have no faith in constitution
There is no bloody revolution

We are spirits in the material world
Are spirits in the material world
Are spirits in the material world
Are spirits in the material world

Our so-called leaders speak
With words they try to jail you
The subjugate the meek
But it’s the rhetoric of failure
We are spirits in the material world
Are spirits in the material world
Are spirits in the material world
Are spirits in the material world

Where does the answer lie?
Living from day to day
If it’s something we can’t buy
There must be another way

We are spirits in the material world
Are spirits in the material world
Are spirits in the material world
Are spirits in the material world


Notas Iniciais:
(1) Não tem jeito... a estrutura atual não deixa o programa ter menos de 30 e poucos minutos... Assim, como já anunciado vamos evoluir... breve um Impressões Digitais repaginado.

(2) Mantendo a tendência anterior agradeço ao pessoal novo que anda ouvindo o I Dig. Uêba!!! 'Tá aumentando a base de ouvintes!!!!!

(3) Gozado! Parece que o pessoal 'tá preferindo baixar o mp3 diretamente ao invés de assinar o feed. Será que este pessoal anda encontrando dificuldades para administrar o feed? Se este é o seu caso envie um emaiil, terei o maior prazer em dar umas dicas de como assinar um feed e administrar um agregador.

(4) Continuo esperando os áudio-comments prometidos...


No Manual do Torneiro Mecânico só anuncio o esforço para comprovar empíricamente a equação de Einstein E=mc2. Quando percebi que a descrição dos testes realizados era um pouquinho especializada demais, achei melhor indicar o site onde descreve-se simplificadamente os experimentos.

No Homo Sapiens abordei as reais expectativas de consumo das 2 principais classes sociais urbanóides brasileiras: os pobres e os remediados... Consumos específicos e distintos que podem ser saciados principalmente em 2 locais: Camelódromo e Showmício.











No Caiu na Rede demonstro cabalmente - executando uma versão da Gizele Silveira (a Madoninha Capixaba) - que a relação com a cultura pop globalizada ao mesmo tempo que produz novas tendências sulturais valorosas, pode - se deixar por conta de algumas cabecinhas - gerar mutantes esterotipados horripilantes.


Madonna: Material Girl (by Peter Brown and Robert Rans)

Some boys kiss me, some boys hug me
I think they're O.K.
If they don't give me proper credit
I just walk away

They can beg and they can plead
But they can't see the light, that's right
'Cause the boy with the cold hard cash
Is always Mister Right, 'cause we are

Living in a material world
And I am a material girl
You know that we are living in a material world
And I am a material girl

Some boys romance, some boys slow dance
That's all right with me
If they can't raise my interest then I
Have to let them be

Some boys try and some boys lie but
I don't let them play
Only boys who save their pennies
Make my rainy day, 'cause they are

Living in a material world
And I am a material girl
You know that we are living in a material world
And I am a material girl

Living in a material world (material)
Living in a material world
Living in a material world (material)
Living in a material world

Boys may come and boys may go
And that's all right you see
Experience has made me rich
And now they're after me, 'cause everybody's

Living in a material world
And I am a material girl
You know that we are living in a material world
And I am a material girl

A material, a material, a material, a material world

Living in a material world (material)
Living in a material world



No É a Ignorança qui Astravanca o Progréssio caio no vazio, ou seja, falo de políticos... Tudo começou com uma frase do meu irmão mais novo que resume toda uma dialética imbatível: "Você quer ferrar com qualquer coisa hoje em dia? Bota na mão do governo..." e a associação de idéias com o que ando lendo atualmente (um montão de filósofos...).
Assim, p'ra resumir a ópera: siga a orientação de nossa campanha 2006.


No Preservativo Musical encontrei um grupo sueco Loose Ends da cidade de Uddevalla, que leva um som muito legal... uma "misturaiada" de blues, rock e jazz.

Patrik Hansson: Lead Guitar (Composer)
Anders Josefsson: Drums
Magnus Gustafsson: Bass
Ingvar Andersson: Lead Guitar
Christer Olofsson: Trombone


BackGround do I Dig it 010 - George Gershwin e seu Rhapsody in Blue.

No comments: