Google+ Followers

Saturday, November 11, 2006

I Dig it 023

Podcast Impressões Digitais em sua vigésima-terceira edição



Cérebro Eletrônico, Marisa Monte (Gilberto Gil)

O cérebro eletrônico faz tudo
Faz quase tudo
Quase
tudo
Mas ele é mudo
O cérebro eletrônico comanda
Manda e desmanda
Ele é quem manda
Mas ele não anda
Só eu posso pensar se Deus existe, só eu
Só eu
posso chorar quando estou triste, só eu
Eu cá com meus
botões de carne e osso
Hum, hum
Eu falo e ouço
Hum, hum
Eu penso e posso
Eu posso decidir
se vivo ou morro
Porque
Porque sou vivo, vivo pra
cachorro
E sei
Que cérebro eletrônico nenhum me dá
socorro
Em meu caminho inevitável para a morte
Porque sou vivo, ah, sou muito vivo
E sei
Que a
morte é nosso impulso primitivo
E sei
Que cérebro
eletrônico nenhum me dá socorro
Com seus botões de ferro e
seus olhos de vidro


Introdução
Nada como um dia após o outro para a gente aprender e compreender um pouquinho mais sobre aquilo que nos era totalmente desconhecido, e, portanto, incompreendido... Compare as letras das canções do Gilberto Gil: Cérebro Eletrônico de 1969 e a atual Pela Internet (veja o fim deste post).

O Manual Do Torneiro Mecânico
Através de sua equipe do Detector de Colisões - CDF voltada exclusivamente para o estudo da colisão de partículas de alta energia do acelerador Tevatron (o mais potente equipamento destes tipo em funcionamento), cuja meta é descobrir a identidade e as propriedades das partículas que compõem o universo e compreender as forças e interações que agem entre elas, o Fermilab, Laboratório Nacional do Acelerador Fermi, acnunciou a descoberta de um comportamento "mucho loco" do Méson B-Sub-s, que oscila entre as condições de comportamento de matéria e anti-matéria em uma frequência de 2,8 milhões de vezes por segundo!!!!
Esse treco - Méson - é composto de 1 quark bottom unido por uma interação nuclear dita forte a 1 anti-quark strange. Ua boa dica é saber um pouco mais sobre a teoria de campo quântico desenvolvida entre 1970 e 1973 (conhecida como Standard Model) que define a composição da matéria, basicamente, elenca 12 elementos e 4 forças: 3 pares de quarks (up e down; strange e charm; bottom e up); 3 pares de leptons (eletron e eletron-neutrino; múon e múon-neutrino; tau e tau-neutrino); e as forças nucleares fraca e forte, força eletromagnética e força gravitacional.
Essa mesma turma do Fermilab anunciou a descoberta também de 2 raros tipos de partículas nomeadas de Sigma-Sub-b, que permitem uma melhor compreensão de como as forças subatômicas atuam sobre os quarks, assim como ajuda a preencher a tabela de bárions teóricos possíveis.
Uma loucura, né?! A excelência das técnicas de modelagem computacional, o poder crescente de processamento e de desenvolvimento de novos materiais têm permitido estas maravilhosas descobertas. Mas, aguardem, os próximos anos serão mais fantásticos ainda nesta área da física, após décadas e bilhões de dólares entra em operação em 2007 o Large Hadron Collider que vai colocar o Tevatron no chinelo.

O Aforismo Do Dia - agora O Pensamento Do Seu Milton
Lamento informar que agora estou impedido de divulgar - no poscast e aqui na sessão Whatta hell?! aí do lado - os aforismos do Arkady, pois público tornou-se seu livro em formato pdf. Assim, para substituir esta extinta sessão, passo a divulgar o trabalho filosófico do seu Milton, o guru do Méier.
"Sempre que surgem novidades tecnológicas, o nível cultural baixa, há repetição de coisas passadas como se fossem invenções extraordinárias, lixo cultural como se fosse criações supremas da inteligência. A internet é a mais nova e mais universal demonstração desse paradoxo. Noventa por cento lixo". Texto de um email enviado a Antônio Skármeta, autor de O Carteiro e o Poeta, em 1999.

Caiu Na Rede
Juro que eu não resisti - pois é-me impossível desprezar o símbolo da persistência e da mais completa falta de senso crítico e percepção estética - o inigualável Ronei retorna ao Impressões na tentativa de interpretar a sua composição FICA COMIGO...

Diário De Bordo - Complemento
Preciso agradecer o gentil email do Odayr Baptista, criador e locutor da original e inigualável Rádio Camanducaia, que eu descaradamente copiei para fazer o Impressões Digitais Especial... Clique aqui para assinar o Podcast da Rádio Camanducaia.

É A Ignoranssa Qui Astravanca U Porgréssio
Rapidamente comento sobre o poder modificador do avanço estonteante em termos de velocidade de processamento, armazenagem e rede, somados ao desenvolvimento de softwares cada vez mais inteligentes, ou seja da tecnologia, e as profundas mudanças que este poder causa nas ciências sociais, nos negócios e na cultura.
As redes sociais, criações pré-tecnológicas são analisadas há décadas pelos sociólogos. Veja o trabalho de Stanley Milgram que nos anos 60 pediu a cada integrante de um grande grupo de voluntários enviasse uma carta a um desconhecido em Boston. Mas a carta não deveria ser enviada diretamente a esse destinatário, os participantes só podiam enviar uma carta para alguém que conhecessem. O número médio de intermediários foi seis – de onde surgiu a expressão “seis graus de separação”. Porém, com o surgimento da internet, redes sociais e redes tecnológicas estão se tornando indissociáveis, de modo que o comportamento destas pode ser monitorado em uma escala assombrosa. Mas ter em mãos uma nova ferramenta tão poderosa capaz de monitorar o comportamento on-line de grupos e indivíduos também implica sérias questões de privacidade.
De um lado temos um enorme potencial para comunicação, mídia e enriquecimento pessoal impressionantes; por outro lado, esta mesma tecnologia poderá também criar uma sociedade permeada pela vigilância.
No início dos anos 90 Tim Bernes-Lee do CERN desenvolveu o conceito de hiperlinks, navegador e servidor. Hoje ele afirma: “Há um grande risco de a internet tornar-se um lugar no qual as inverdades comecem a se espalhar mais do que as verdades”. Por isso, ele sugere que os internautas possam e devam sempre verificar as fontes originais da informação “consumida”. Ele também defende que somente a internet “aberta para o uso de todos”, garante a integridade da verdade.

Nem JEP nem PM - TERRA BRAZILIS
Contrapondo à música de abertura, mantendo o tema desta edição e demonstrando como para o ser humano basta alguns anos de amadurecimento para radicalmente mudar de opinião, inauguro a seção Terra Brazilis com:

Pela Internet (Gilberto Gil)

Criar meu web site
Fazer minha home-page
Com quantos gigabytes
Se faz uma jangada
Um barco que veleje
Que veleje nesse infomar
Que aproveite a vazante da infomaré
Que leve um oriki do meu velho orixá
Ao porto de um disquete de um micro em Taipé
Um barco que veleje nesse infomar
Que aproveite a vazante da infomaré
Que leve meu e-mail até Calcutá
Depois de um hot-link
Num site de Helsinque
Para abastecer
Eu quero entrar na rede
Promover um debate
Juntar via Internet
Um grupo de tietes de Connecticut
De Connecticut acessar
O chefe da Macmilícia de Milão
Um hacker mafioso acaba de soltar
Um vírus pra atacar programas no Japão
Eu quero entrar na rede pra contactar
Os lares do Nepal, os bares do Gabão
Que o chefe da polícia carioca avisa pelo celular
Que lá na praça tem um videopôquer para se jogar


BackGround
Hoje só coloquei "feras" com fundo musical:
  • Wes Montgomery - Caravan
  • Oscar Peterson - Honey Dripper
  • Coleman Hawkins - The World is Waiting for the Sunshine
  • Woody Herman - Sister Sadie
  • Thelonius Monk - Epistrophy
  • Lester Young - Love Me or Leave Me
  • Chet Baker - Almost Blue

2 comments:

tabax, num momento de sono... said...

Caro Sergio. Todo pod seu é uma surpresa de qualidade e conteúdo. Vc pode dizer, tal Andolini, "modestamente..." mas seu trabalho é simplesmente genial.
Aproveito para perguntar-lhe se o erro abaixo é do meu IE6.0 ou da página mesmo:

12/11/2006 19:49:44
linha 4
caractere 183
erro 'undefined' não é um objeto
codigo 0
url http://sergiovds.blogspot.com/

Sergio Vieira said...

Caro amigo, grato pelos elogios... Quanto ao erro, creio ser alguma incongruência entre o IE o Blooger (aproveite, clique no icone na parte inferior direita deste blog e baixe o Firefox - muuuuuito mais melhor di bão)