Google+ Followers

Sunday, March 30, 2008

I Dig it 042

Hoje é dia de Podcast Impressões Digitais em sua quadragésima-segunda edição - versão Compacto Duplo.

LADO A:
Cavalgaba noutro dia - El ensemble Martín Codax (Cantiga del amigo del trovador Vasco Gil)

INTRO:Você deve pensar que enlouqueci de vez, mas este resgate musical introduz perfeitamente esta fase do Homo Sapiens. Uma série em 7 capítulos, onde abraço uma idéia inicial do Renato Castilho, na realidade, um desafio: desenvolver o tema "As estórias da História do Brasil".
Vou tentar esboçar nestes capítulos a formação de nossa estruturinha tupiniquim europeizada. Vai ser tudo corridinho, aparentemente superficial, mas irá delinear os contornos sócio-políticos-econômicos e culturais de nossa jovem história, premitindo um olhar mais crítico de nossa realidade contemporânea e uma compreensão menos romântica de nossas mazelas e virtudes.

HOMO SAPIENS (ou Timeline):
1450: nasce o português Bartolomeu Dias...
1450-1451: Os Rum-Seljuks (originários da tribo turca Seljuk) dominam o Egito após uma guerra rápida. Apenas a Pérsia passa a confrontar o Império Otomano como o outro grande poder do mundo muçulmano.
1451: nasce em Genova Cristóvão Colombo.
1453: Constantinopla e o império bizantino caem finalmente sob o domínio completo do Império Otomano.
1459-1461: Nápoles é atacada e completamente subjugada pelo Seljuks. O papa foge para a Avignon na França.
1460: Portugal, já conhecedor das arte dos mares, fixa um assentamento permanente na ilha dos Açores.
1466: Roma é invadida e saqueada pelos Seljuks: as tropas papais são dizimadas.
1469: Isabel de Castela casa-se com Ferdinando de Aragão, numa aliança política em resistência católica aos estados mouros e avanço do Império Otomano.
1472: depois de muita luta, os Seljuks declaram-se "governantes de ambas Romas". Constantinopla (a capital do Império Romano do Oriente) estava nas mãos do Império Otomano havia quase 20 anos.
1479: é assinado o Tratado de Alcaçovas (ilhas Canárias para Castela e dos Açores, Cabo Verde e Madeira para Portugal).
1480-1492: Seljuks dominam a Hungria, e a Croácia e Transilvânia são anexadas.
1481: O Papa edita a bula Eternia Regis que dividia o mundo em dois hemisférios: a norte, para a Coroa de Castela; e a sul, para a Coroa de Portugal.
1485: As viagens do explorador Diogo Cão levam a esquadra portuguesa pela costa ocidental da África até quase a passagem do Cabo no extremo sul do continente.
1487: Bartolomeu Dias parte de Lisboa com apenas duas pequenas caravelas e um navio de suprimentos parte para sul da costa ocidental da África pesquisando uma passagem para o oriente até contornar o Cabo das Tormentas.
1492: Granada é reconquistada por Castela. Os judeus são expulsos dos ex-territórios mouros (muitos escapam para Portugal, como novos-cristãos). Colombo chega a América e a reclama para Isabel de Castela. Os portugueses alegam que as terras recém-encontradas são portuguesas de acordo com a bula papal
1493: Castela obtém do novo Papa uma nova bula que estabelece um meridiano separando as terras de Portugal e de Castela.
1496: Chipre é conquistada pelos Rum-Seljuks.
1497: Vasco da Gama lidera uma expedição que segue o novo caminho até a Índia.
1499: Após o sucesso do retorno da Gama, Manuel I imediatamente prepara nova expedição para fincar seu domínio no novo caminho para a Índia. O comandante era Pedro Álvares Cabral; Bartolomeu Dias era capitão de um dos 13 navios da frota.
1500: Cabral - propositadamente - avança muito mais para o oeste que a rota seguida por Vasco da Gama para avaliar o conteúdo territorial do Tratado de Tordesilhas.

Na busca de uma uma nova rota comercial para a Europa Católica com o Oriente Indo-Asiático, solucionando um problema de taxas e domínio econômico, os ibéricos e lusitanos tropeçaram, por acaso, em um continente inteiro a ser explorado.


LADO B: Ondas do mar de Vigo / Cantigas de Amigo - El ensemble Martín Codáx

BACKGROUND
: Harpas séc. XIV, Cantigas medievais do séc. XIV e XV, Cantigas bizantinas, greco-ortodoxas, sérvias e do Curdistão do séc. XV, Cantos flamenco sefardi, andaluz, cristão, turco, árabe e português do séc. XV.

INCIDENTAL: narração da Carta de Pero Vaz de Caminha ao Rei de Portugal - por Luis Gaspar

No comments: