Google+ Followers

Saturday, May 01, 2010

"PERFIL"

Nariz, nariz e nariz, 
Nariz, que nunca se acaba; 
Nariz, que se ele desaba, 
Fará o mundo infeliz; 
Nariz, que Newton não quis 
Descrever-lhe a diagonal; 
Nariz de massa infernal, 
Que, se o cálculo não erra, 
Posto entre o Sol e a Terra, 
Faria eclipse total!

Manuel Maria de Barbosa l'Hedois du Bocage, poeta português

Alguém tem, ainda, alguma dúvida sobre qual é minha trova preferida?

Posted via email from Impressões Digitais

No comments: