Google+ Followers

Monday, June 21, 2010

Ora, existe!

Ora, existe! (30 de novembro 1977)

Eu que pensava ser utópica esta existência…

Tão perto, e de tão próxima distante.

Alguém que procura algo em outro alguém:

Daí a distância, procuramos ambos,

E na procura, nos encontramos diferentes.

P´ra procurar esquecer e na verdade sentir

P´ra tentar esconder e na volta partir

P´ra passar sem ver e no escuro sumir

P´ra então viver sem aqui nem ali;

No resumo de toda uma idéia insensata,

Na única palavra que você não cala.

Posted via email from Anotações Nada Notáveis

No comments: