Google+ Followers

Monday, October 04, 2010

Voto Distrital Misto? Nada disso... Megasena!

Quanto a forma de eleição legislativa eu tenho uma ideia antiga, pincelada por um colega de profissão há anos, e que de uma tacada só diminui absurdamente os custos diretos e indiretos do Congresso Nacional e também a quantidade de funcionários públicos federais, estaduais e municipais: 


A "eleição" de vereadores, deputados e senadores se daria por sorteio.


Isso mesmo! Sorteio. 

A pessoa tem mais de 24 anos (ou seja, deixou de ser infantilóide, é apenas infantil), possui instrução mínima de 2ª grau completo, declara IRPF? Parabéns!!! Ela pode ser uma dos sorteadas a representar nos próximos 5 anos seu distrito/cidade (vereador); para deputado a instrução mínima é de 3º grau (incompleto para estadual e completo para federal), para senador a pessoa tem que ter no mínimo 35 anos e 3º grau completo. 

O sorteado/representante nem precisaria sair de casa: receberia uma super workstation (com help desk, back-up e suporte on line 24/7) e um link com uma banda deste tamanhão, ó. 

Da Capital (da nação ou dos estados) ou das cidades, somente alguns funcionários públicos iriam organizar e providenciar as pautas e os textos (via internet) para o fiodamãe do sorteado representante legislativo fazer o que tem que fazer: votar ou elaborar leis para avaliação e aprovação, ou não, pelos seus pares. Sem sair de casa! 

Durante o período de prestação de serviço como representante dos cidadãos o ilustre sorteado receberia, do Estado, além da infraestrutura citada, um salário que seria exatamente o dobro daquele que recebia, comprovadamente, no dia do sorteio (obviamente este seria licenciado de seus afazeres profissionais sem remuneração durante seu cargo legislativo). Nos casos de ausência de renda a Lei do Sorteio irá definir um piso salarial para a legislatura exatamente igual ao menor salário existente no grupo de representantes sorteados; nos casos de empresário usar-se-á como valor-base o Pro-Labore ou Rendimentos de Participação, tudo de acordo com o IRPF. Não haverá suplência, apenas novo sorteio para substituição do cargo vago (morte ou renúncia) … Simples, não!?

E o que fazer com Brasília, com seus equipamentos funcionais e funcionários legislativos? Fácil! Vamos transformá-la numa Las Vegas.

Posted via email from Impressões Digitais

No comments: