Google+ Followers

Tuesday, November 02, 2010

Total

30 de julho de 1979

Total

Oferecendo uma vivenda debochada e fraudulenta

Tua alcova subornada pelo cheiro de jasmim

Erva-doce, tulipas e damas-da-noite

Convidava como um bordel, num sorriso 

Escancarado e ausente do mundo, o sonho

Doce espaçp noturno de presença esquecida

Entre lençóis de linho e fantasmas passageiros

Entre poções mágicas, alcoólicas de uma garrafa qualquer

Entretidos com o umbigo alheio e desenhos manchados na parede

Malcriando feras e anjos caídos, deuses da mito-lógica investida

De palavras e gestos extenuados .

Quanto sabor, terror, fervor. Quanta brincadeira,

Doideira e alvoroçadas bandeiras,

Rotas, sujas, ejaculadas no espaço, num espasmo 

Sem rancor ou pudor, num espanto.

Quanta risada, lágrima e suor,

Quanto tudo.

Posted via email from Anotações Nada Notáveis

No comments: